Sejam bem vindos ao nosso blog!

Ouça a Rádio Navegantes--FM

.

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Preço dos produtos agrícolas para esta sexta-feira

Confira a cotação de preços dos produtos agrícolas para esta sexta-feira, 23, segundo a Agro Cereais Ronda Ltda.

SOJA: 69,00

MILHO: 40,00

TRIGO (PH78): 36,00

CANOLA:  69,00

Fonte: Agro Cereais Ronda Ltda

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Preço dos produtos agrícolas para esta quinta-feira

Confira a cotação de preços dos produtos agrícolas para esta quinta-feira, 22, segundo a Agro Cereais Ronda Ltda.

SOJA: 69,50

MILHO: 40,00

TRIGO (PH78): 36,00

CANOLA: 69,50

Fonte: Agro Cereais Ronda Ltda

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Preço dos produtos agrícolas para esta quarta-feira

Confira a cotação de preços dos produtos agrícolas para esta quarta-feira, 21, segundo a Agro Cereais Ronda Ltda.

SOJA: 71,00

MILHO: 40,00

TRIGO (PH78): 37,00

CANOLA: 71,00

Fonte: Agro Cereais Ronda Ltda

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Preço dos produtos agrícolas para esta segunda-feira

Confira a cotação de preços dos produtos agrícolas para esta segunda-feira, 19, segundo a Agro Cereais Ronda Ltda.

SOJA: 70,00

MILHO: 41,00

TRIGO (PH78): 37,00

CANOLA: 70,00

Fonte: Agro Cereais Ronda Ltda

sábado, 17 de setembro de 2016

Motorista morre após colidir com caminhão em Três Arroios, no RS

Cláudia AlessiDa RBS TV

Vítima fatal, de 50 anos, dirigia carro; identificação não foi repassada.
Caminhão tombou na pista e gerou bloqueio total de BR de cerca de 5h.

Caminhão ficou atravessado sobre a pista e bloqueou trânsito na BR-153 (Foto: Reprodução/RBS TV)

Um homem de 50 anos morreu na tarde deste sábado (17) em uma colisão entre um carro e um caminhão em Três Arroios, no Norte do Rio Grande do Sul. A identificação da vítima não foi repassada pela polícia. O acidente ocorreu na altura do km 34 da BR-153, o que gerou bloqueio total de cerca de 5 horas na rodovia.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal, o homem dirigia um Fiat Palio, com placas de Erechim, eteria invadido a pista contrária e batido no caminhão, que tombou na pista. Devido a força do impacto, o automóvel ficou totalmente destruído.
Carro da vítima ficou completamente destruído
(Foto: Reprodução /RBS TV)

Ainda segundo a PRF, o motorista do carro estava sozinho e morreu na hora. Já o condutor do caminhão, de 53 anos, sofreu ferimentos leves e não precisou de atendimento médico.

Devido ao tombamento do caminhão, a pista ficou bloqueada por cerca de 5 horas em ambos os sentidos, o que provocou 5 quilômetros de engarrafamento. Por volta das 18h20, o trânsito foi liberado no trecho. A rodovia é uma das principais ligações do Norte do estado com Santa Catarina.

Mais Médicos deve substituir 4.000 cubanos até dezembro


Apesar de o presidente Michel Temer ter sancionado uma lei que permite prorrogar a participação de médicos estrangeiros no Mais Médicos por mais três anos, parte destes profissionais deve começar a ser substituída nos próximos três meses.

A tendência é que cerca de 4.000 médicos cubanos que vieram ao Brasil em 2013 e cujos contratos vencem este ano sejam substituídos. Até então, o governo analisava uma possível renovação dos contratos desse grupo.

Um acordo inicial para substituição desses médicos foi definido na última semana pelo Ministério da Saúde, representantes do governo cubano, como a vice-ministra da Saúde Marcia Cobas, e a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), responsável por intermediar a vinda dos profissionais.

Cubano símbolo do Mais Médicos

Na ocasião, segundo participantes da reunião, Cobas afirmou que os médicos precisavam retornar ao país por terem vínculos com o sistema de saúde cubano. Os novos profissionais do país devem chegar ao Brasil até dezembro.

A ideia, no entanto, é que haja exceções nessa troca: caso daqueles que se casaram com brasileiros durante seu período no Mais Médicos.

Em julho, a Folha mostrou que esses médicos têm buscado visto permanente para ficar no país, mas temiam não poder trabalhar por não terem o diploma revalidado.

Agora, a ideia é que eles possam solicitar a prorrogação da participação no programa por mais três anos. Os casos, no entanto, devem ser analisados um a um.

Não há número oficial de quantos estejam nessa situação –o ministro da Saúde, Ricardo Barros, já disse que a estimativa é que sejam cerca de mil médicos.

Para o presidente do Conasems (conselho de secretários municipais de Saúde), Mauro Junqueira, que esteve no encontro, a substituição dos cubanos atende a um pedido dos municípios, que temiam interrupção no atendimento em meio às eleições. Por isso, a troca só deve ocorrer a partir de novembro.

"Havia médicos que já sairiam em agosto e setembro", afirma. "Só de ter a garantia de que haverá médicos por mais três anos já nos atende."

A decisão deve ser anunciada pelo Ministério da Saúde e a Opas até a próxima semana. Até lá, negociam sobre um possível reajuste no valor dos contratos. O governo brasileiro estuda um aumento em torno de 10% para 2017.

Ao todo, 18.240 profissionais atuam no Mais Médicos. A maioria é de cubanos (11.429). Além deles, ao menos 1.339 intercambistas já solicitaram a renovação.

Fonte: NATÁLIA CANCIAN DE BRASÍLIA/ FOLHA DE SÃO PAULO

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Continua positiva expectativa de produção nas lavouras de trigo do RS

Ao contrário dos últimos anos, nesta safra a expectativa de produção de trigo no Rio Grande do Sul é muito boa. De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar nesta quinta-feira (15/09), as condições das lavouras continuam com bom aspecto geral, 43% delas estão em fase de floração e as em enchimento (formação) do grão já somam 15%. “Muitas lavouras semeadas no cedo e com uso de alta tecnologia em insumos e genética estão expressando potencial produtivo de aproximadamente 3.000 kg/ha”, destaca o diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura.

Os triticultores gaúchos continuam com a aplicação preventiva de fungicidas para controle de doenças da espiga, especialmente a giberela, além da aplicação de inseticida para pulgão e lagarta do trigo. “Em algumas lavouras (aveia e azevém) se observa incidência de invasoras, em função de não ter sido feito o controle no estágio inicial, pelo alto custo do herbicida”, comenta Moura. O preço da saca de 60 kg de trigo ficou praticamente estável em R$ 39,50.

Milho – O clima da semana favoreceu o plantio de novas áreas e o crescimento e o desenvolvimento das plantas nos locais já semeados são considerados muito bons pelos extensionistas da Emater/RS-Ascar. O percentual de área já plantada chega a 36% do total projetado (804 mil ha) para o Estado. A região mais adiantada segue sendo Santa Rosa (Missões e Fronteira Noroeste), com 65% de sua área já semeada, em torno de 110 mil ha.

“Nas lavouras recém-semeadas é constatada, em algumas situações, que a germinação é lenta em função das temperaturas amenas e falta de aquecimento do solo”, ressalta Lino. As lavouras plantadas no cedo já estão recebendo a primeira aplicação de adubação nitrogenada em cobertura, assim como está em andamento o controle de formiga e pragas com aplicação de inseticidas.

Apesar das recentes quedas nas cotações do produto, o preço pago ao produtor pela saca de 60 kg segue bem acima do praticado anteriormente. Durante a semana, o preço médio ficou em R$ 43,69, contra os R$ 28,36 registrados no ano passado nesta mesma época.

Soja – Segundo a Emater/RS-Ascar, os agricultores continuam com intensa procura pelo custeio da lavoura junto aos agentes financeiros, elaboração de projetos, busca das interpretações das análises do solo e recomendação da adubação. Também estão sendo providenciados os pedidos dos insumos. Nas áreas de pastagem anual de inverno, que serão destinadas à produção de soja, a tendência é que a retirada dos animais encerre no final de setembro.

Canola – A maior parte das lavouras de canola se encontra nos estágios de frutificação e maturação. Os técnicos da Emater/RS-Ascar classificam como bom o aspecto geral das lavouras. No momento, as expectativas para a colheita são de superação das estimativas iniciais. Os agricultores realizam tratamentos fúngicos misturados com inseticidas para controlar Trips e lagartas, em algumas áreas de plantação.

A cotação dos grãos, em geral, é R$ 3,00 acima do preço da soja no Noroeste, no Planalto e na região Celeiro. O valor de referência é de R$ 70,00/saca. “Os agricultores têm visto a cultura como uma boa opção de rotação de culturas no inverno e com boa possibilidade de retorno econômico”, pontua o diretor técnico.

Cevada – A lavoura encontra-se nas fases de espigamento e floração, apresentando um padrão muito bom. Os trabalhos concentram-se nos tratamentos fúngicos contra giberela e septória, visando à proteção das espigas, para se conseguir boa classificação comercial. O preço balcão, na região do Planalto, é de R$ 40,00/sc.

Linhaça – Mantém-se o bom aspecto geral das lavouras, que em sua maioria se encontra em fase de formação do grão. A estimativa inicial de produtividade varia de 900 a 1.200 kg/ha na região Noroeste.

Aveia branca – No Alto Jacuí e Região Celeiro, a cultura está passando rapidamente para o estágio de formação e enchimento de grão, com boas condições fitossanitárias e alto potencial produtivo. Há dificuldade em separar a área que será destinada à produção de grãos e confecção de silagem.

Foto: Kátia Marcon
Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar